Negócio Digital: 4 Coisas Para Pensar!

Você vai encontrar centenas de conteúdos por aí com o passo a passo para que você comece o seu negócio digital, MAS antes, eu recomendo fortemente que você passe pelos 4 passos que vou citar neste artigo.

Antes de começar a fundação de um prédio, é preciso pensar no projeto, fazer a planta com os detalhes da construção e aí sim, partir para a ação!

Estamos neste momento em meio a uma quarentena mundial por conta do coronavirus, todos estamos dentro de casa e isso está nos fazendo repensar muita coisa. Tem bastante gente pensando em dar uma virada na vida e criar um trabalho que possa fazer de casa. Ou ainda, em como digitalizar um negócio já existente.

A-do-ro esse tema e pretendo fazer outros posts sobre isso.

 Mas, antes de começar a falar sobre as 4 Coisas Que Você Precisa Considerar Para Começar um Negócio Digital, acho importante reforçar que como qualquer negócio, o digital requer preparo, capacitação, resiliência, planejamento e flexibilidade para lidar com as diversas situações e desafios.

Mas também não é o bicho de 7 cabeças! Tudo que é novo parece mais complicado do que de fato é.

Agora, vamos às 4 Coisas que Você Precisa Considerar…

1. Por quê????

Saber os motivos reais para investir (tempo, energia, dinheiro…) em qualquer negócio, sendo digital ou não, vai te ajudar muito!!

Então, começa por aí! Faz uma lista do por que você quer um negócio online ou por que digitalizar o seu negócio.

Tem a ver com o seu momento de vida? É uma situação temporária?

Vai por mim, não pula essa etapa!! Você vai lembrar disso lá na frente.

O truque aqui para ter certeza que você vai responder isso com profundidade é escrever a primeira frase e ir se perguntando por que até você não conseguir mais achar uma resposta. 

 

Negócio Online Quote 1024x1024 - Negócio Digital: 4 Coisas Para Pensar!
A vida é sobre causar impacto, não gerar renda (Kevin Kruse).

Vou te mostrar na prática com um exemplo meu!! Mas quando for fazer o seu, escreve!! Não é a mesma coisa só fazer o raciocínio mental.

—-> Quero criar um negócio online porque preciso de mobilidade

Por quê?

  • Porque já mudei de país, de cidade e de estado algumas vezes (foram 5 até agora), e isso sempre impactou o meu trabalho

Por quê?

  • Porque de certa maneira sempre tive que recomeçar. Tenho as crianças pequenas, eles são minha prioridade e saber que posso trabalhar de qualquer lugar do mundo, no tempo que eu tiver me agrada muito.

Por quê?

  • Trabalho é super importante para mim e ficar perto das crianças também. Família e liberdade são dois dos meus valores e trabalho representa mais liberdade financeira (para mim e minha família), significa liberdade de expressão – é onde libero a minha criatividade e me sinto produtiva. E o online me possibilita a sensação de liberdade ao saber que estou ali, para os meus filhos.

Por quê?

 

Acho que você já pegou né?? 🙂 

 

Só deste raciocínio curtinho, você já percebe que as minhas motivações principais são família e liberdade, que têm a ver com os meus valores.

E o que o online me possibilita dentro disso?

Mobilidade – posso fazer de qualquer lugar, flexibilidade – tenho mais flexibilidade de horário, fonte de renda, fonte de expressão – já que consigo produzir e usar a minha criatividade.

Enfim, esse exercício é legal, porque quanto mais clareza você tem aqui nessa fase, mais segurança você terá ao tomar decisões de que negócio investir por exemplo.

Sabe o que mais?

Isso vai te ajudar a construir a sua marca pessoal, a entender que tipo de cliente você quer ter (ou seja, para quem você quer trabalhar). E a lista de benefícios não para!

Pode ser até que fazendo essa reflexão, você perceba que o online não é para você porque o que você busca ou valoriza talvez esteja em outra área.

Dica!!

Tente buscar mais razões internas – seus valores, o que te move na vida, do que externas – pandemia de coronovirus, porque está todo mundo fazendo, porque quero ganhar mais dinheiro, etc.. A motivação tem que vir de dentro para fora para que ela seja sustentável!!

 

2. O quê???

Nesta fase você começa a explorar o que você pode fazer.

As possibilidades são infinitas; existem programas de afiliados, produção de conteúdo, assistente virtual, e-commerce e a lista segue.

E essa garota que vos escreve começou de uma forma que ok, é o que eu tinha para o momento, mas que eu não recomendo.

.Eu decidi pelo online – ok!

.Comprei um curso de MKT Digital – perfeito!

.E comecei a fazer tudo o que o curso dizia – nossa, Lú, que disciplina!!

.Resolvi trabalhar com programa de afiliação – legal, fui explorar uma área que não conhecia…

 

Mas, não me identifiquei. Não deu liga, sabe?

Pelo menos na época… como era uma área totalmente nova, eu seguia o que os experts do mercado diziam, mas me sentia muito robótica (nada contra com quem faz isso, ok?! Por isso somos diferentes, uns gostam de azul, outros de amarelo! 😛 ).

Só que isso me levou a explorar outras possiblidades, a fazer alguns testes… cheguei a gravar alguns vídeos para o que um dia seria o meu canal de culinária. Mas gente, eu até cozinho bem, só que essa não é uma coisa que eu adoro fazer para justificar criar um trabalho em torno disso.

Esse é o meu ponto. Fiquei focando só no externo… cursos, técnicas, eu colocava em prática mas não me sentia realizada.

Você quer trabalhar para viver bem ou viver para trabalhar?? Eu quero a primeira opção e quero encontrar propósito, satisfação!!

Nenhum problema com os cursos ou técnicas, o problema é que eu comecei pelo caminho contrário.

Eu via muita gente bem sucedida fazendo aqueles trabalhos e eu lá tão infeliz. Comecei a duvidar de que algo algum dia me traria esse senso de propósito e realização.

Se você está vivendo hoje essa mesma sensação, você vai se encontrar!! ESPERO poder te AJUDAR de certa maneira.

Isso muitas vezes vem com o tempo. Comigo, foi um processo que é contínuo, mas vai ficando mais fácil com o tempo.

Então, se eu pudesse dar um conselho para a Lú lá de trás, eu diria que antes de decidir o que fazer, que ela fizesse um trabalho de autoconhecimento.

Quais são os seus talentos e o que você gosta de fazer?

Você está começando algo novo, por que não pensar em algo que além de din din esteja associado com o que você tem paixão?!

Nem sempre isso está claro para todo mundo. Tem gente que já nasce sabendo: quero ser escritora! Quero ser música!! Mas não é assim para a maioria das pessoas.

E por isso que eu criei o You IN A Pocket que é o meu programa online de coaching e desenvolvimento pessoal.

Escrevi um e-book sobre isso também, e nas redes sociais, você encontra bastante conteúdo a esse respeito.

Então, antes de fechar o que você vai fazer, tenha claro o que te move nessa vida e que marca você quer deixar no mundo.

 

3. Como?

 

Negócio Online Quote2 1024x1024 - Negócio Digital: 4 Coisas Para Pensar!
Está tudo bem mudar de rota, a experiência vai te dar mais clareza do caminho a ser seguido!

Você já decidiu que precisa digitalizar o seu negócio ou que quer criar um negócio online. Já sabe ou pelo menos tem uma ideia do que quer fazer.

Lembrando que tudo bem mudar de ideia, adequar, adaptar, isso faz parte do processo.

Agora, é hora de decidir como fazer isso.

A parte prática é pensar em recursos…

  • O que você precisa para começar?
  • Quanto tempo você tem para se dedicar a isso?
  • Quanto dinheiro você precisa para começar?

Uma ferramenta de planejamento super legal é o Canvas. Neste vídeo a Nath Arcuri explica a ferramenta de forma super simples e didática.

Além de fazer esse planejamento, o meu COMO envolveu mergulhar de cabeça nos cursos online.

Fiz cursos relacionados à minha área de atuação, mas fiz outros tantos em marketing, em produção de conteúdo, e muitos outros.

Fui fazendo e implementando!! 

Não dá para ficar ó na teoria, você precisar por em prática!!

Curiosidade é fundamental nessa fase, porque isso te ajuda a ter grandes insights!! Só toma cuidado para não paralisar diante de tanta informação.

Define uma meta, pesquisa como implementar e implementa. Deixa para acertar a rota com o barco em movimento.

Se sentir que está paralisada, me fala que eu te dou um chacoalhão, ou melhor um incentivo para você se movimentar! hahahah

Quando a gente está começando algo, principalmente se é uma área totalmente nova, é normal ficar com receio de investir, de dar um passo maior do que a perna.

Dica!!

Comece com o que você tem – mesmo que para você seja pouco, mas pense grande! O trabalho será o mesmo se você sonhar grande ou pequeno. De qualquer forma, você precisa dar o primeiro passo: começar!!

Quando eu comecei, eu não tinha muita certeza de nada.

Mas eu sempre soube que o que eu estava investindo em capacitação me ajudaria em algum momento não importando o caminho que eu seguisse. Eu fiz alguns investimentos financeiros (dentro do que eu podia na época), mas também me beneficiei de muito conteúdo gratuito, principalmente de blogs e vídeos no YouTube.

4) Quando?

Por mais que você nem saiba como vai fazer isso. Por mais que você tenha as crianças, a casa, ou sei lá o que mais você pode ter que equilibrar enquanto se dedica à construção do seu negócio online, é preciso definir alguns prazos.

Deixar a coisa muito solta é um prato cheio para a procrastinação.

Mesmo que você estenda o prazo se precisar, estabeleça um período para começar e terminar cada tarefa.

Quando eu decidi criar o meu programa online, era a primeira vez que eu estava fazendo isso. Comecei em agosto e defini que lançaria em novembro do mesmo ano. Mas a realidade foi que só consegui lançar em fevereiro do ano seguinte o que para mim, foi uma suuper vitória!!

Era a primeira vez que estava trabalhando em um projeto como esse e lançar um curso online, requer muito mais do que gravar vídeos.

Só que apesar de ter estabelecido um prazo inicial e precisar rever esse prazo algumas vezes, eu sempre tive metas diárias e semanais.

Sempre sendo muito tolerante comigo, eu sabia que não era procrastinação e me lembrava que apesar da minha ansiedade de colocar mais esse filho no mundo, eu estava me dividindo assim como a massiva maioria das mulheres em várias, já que temos 2 às vezes até 3 turnos de trabalho (filhos, casa, etc…).

Tá bom, lendo isso parece muito mais simples do que a prática, mas tudo é evolução e aí, entra a inteligência emocional.

Todo esse processo pode ser muito exaustivo em alguns momentos.

Ir para um território novo sempre exige coragem.

Encontrar tempo entre as diversas responsabilidades do dia a dia, requer foco e um senso de priorização tremendos.

Os resultados muitas vezes (ou quase nunca vêm na velocidade que a gente gostaria), então, tudo bem ter momentos de insegurança.

Tudo bem ter dias que dá vontade de desistir. Nós somos humanas! Mas nada como uma boa noite de sono e um novo dia para a gente erguer a cabeça, sacudir a poeira e seguir em frente!!

Com carinho,

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *