Como Começar Um Negócio Do Zero?

Quantas pessoas você conhece que estão começando ou pensando em começar um negócio do zero?

Hoje eu decidi falar de empreendedorismo, porque em função destes grandes desafios que estamos atravessando em nível mundial, muita gente está precisando se reinventar.

Para muitas pessoas, estar em um momento de tanta turbulência, deixa a mente como se ela tivesse coberta por uma neblina. Ela não consegue ver alternativas, não consegue enxergar um caminho por mais que ela tente.

Quando estamos lidando com um momento disruptivo e a gente precisa se reinventar, é natural se sentir travada, ter a sensação de que não consegue sair do lugar.

Então hoje, eu quero te mostrar um método que eu criei, e que me ajuda a clarear a mente.

Eu acredito que essa seja a base para criar do zero um negócio de sucesso.

Eu acredito muito no empreendedorismo. Para mim empreender é uma forma de ajudar a resolver os problemas da sociedade e dependendo de como você conduz isso, dá uma sensação de liberdade incrível.

Eu cheguei a 3 grandes áreas que eu acredito serem fundamentais para que você estruture um negócio que seja parte de quem você é, ou seja, que faça sentido para você.

Se você já empreende, está pensando em empreender, ou tem uma quedinha pelo empreendedorismo, esse método pode te ajudar a ter bons insights e partir para a ação.

Crie seu Negócio do Zero com o Método ARR

Mas afinal,  o que é ARR? É uma sigla que eu criei para lembrar destes três passos fundamentais que significam:

A– Atitude

R– Relacionamento

R– Recursos

Receba as atualizações do Blog no seu e-mail!

São só 2 passos!!

redirect - Como Começar Um Negócio Do Zero?

 

Atitude

Atitude, vem de mindset, ou atitude mental. A gente começa por você tá?

Neste momento, talvez seja difícil perceber, mas ideias e soluções estão indo e vindo o tempo todo só que com a vida louca que estávamos acostumados a levar, não nos permitíamos dar ouvidos a elas.

Outro dia eu fiz um post lá no Instagram falando sobre a importância da pausa. Vou deixar o link aqui para você.

Quantas ideias você tem quando está relaxada tomando um banho ou fazendo uma caminhada por exemplo?

Você precisa deixar o seu radar ativado para captar tudo isso, voltar a se escutar sabe?

Disrupção traz inovação e esse mais do que nunca, é um momento de criar negócios inovadores que vão atender às novas demandas que vão surgir quando tudo isso passar.

Já imaginou criar um negócio assim, que possa ajudar a muitas pessoas e ainda que represente quem você é?

Já que você está começando um negócio do zero, que tal fazer as coisas do seu jeito?

Eu não posso afirmar que é assim para 100% das pessoas, mas pensa comigo. Se você está precisando ir pro online agora, isso provavelmente já era algo que você precisava fazer e esse foi só um empurrão.

Se você está precisando começar um novo negócio do zero, talvez antes mesmo de tudo isso, as coisas já não estavam indo bem para você.

Se você foi demitida, apesar de todas as dificuldades e preocupações de uma demissão, esse era o emprego dos seus sonhos?

Eu falei tudo isso porque eu tenho um convite que vai exigir muita coragem: já que você está se reinventando, dessa vez, faça as coisas do seu jeito?

Se permita fazer diferente, fazer melhor, alinhar com o que você acredita.

Agora pensa comigo, se você tivesse esse poder, que problema do mundo você gostaria de resolver?

Aproveita esse momento, para se perguntar: o que você realmente gostaria de fazer? Você vai sentir que é como se fosse um chamado.

Com base nessas reflexões, você pode fazer uma lista de possíveis ideias de negócios.

O que você não vai fazer nessa fase?

  1. Escolher algo porque está na moda e você acha que vai ganhar dinheiro com isso ou tentar achar um rótulo, porque corre o risco de você ficar travada aqui. Estamos na fase de coletar informações.

O que você vai fazer:

Vai escrever, desenhar, tatuar em algum lugar de que você não precisa e não vai agradar todo mundo.

Somos únicos e diferentes e isso é mágico. Quando a gente entende isso, facilita bastante a definição de nicho, sub nicho, entre outras coisas.

É hora de se voltar ao outro, vamos falar de: Relacionamento!

Vamos para os Rsss agora. O primeiro é de Relacionamento.

Você vai pegar a resposta da última pergunta que eu fiz (Se você tivesse esse poder, que problema do mundo você gostaria de resolver?), naquele momento, ela estava centrada em você e agora você vai se voltar para o outro.

Como você poderia contribuir para a solução deste problema?

Essa resposta provavelmente vai envolver seus talentos e paixões.

E aí, você começa a construir… Quem é essa pessoa que você gostaria de ajudar? Onde ela mora? Qual é o sexo? Idade. O que ela faz?

Uma vez que você souber isso, você vai pensar em como se relacionar com essa pessoa. Será via produto ou serviço?

Só que você vai além disso. Você vai pensar onde o seu produto ou serviço leva o cliente.

Proporciona beleza? Saúde? Bem-estar? Realização? Sabor? Comodidade? Economia?

As pessoas hoje em dia não compram uma roupa pela marca. Elas compram pelo status, pelo estilo pela maneira como aquilo as faz sentir. O que você gostaria de levar às pessoas?

Criar um negócio do zero, implica em se fazer perguntas como estas. Você pode aproveitar iclusive para conectar a sua história e criar uma narrativa para a sua marca.

Você precisa entender sobre isso e não deixar na mão de ninguém

Uma coisa que eu percebo, é que empreendedores apaixonados pelo que fazem, adoram ficar muito tempo desenvolvendo o produto, mas uma coisa fundamental e que muita gente deixa de lado, é o marketing que para mim é relacionamento.

Você precisa entender de relacionamento e não pode deixar isso na mão de ninguém.

Precisa saber quem é o seu cliente, como você vai se relacionar com ele, quais são os veículos que você vai usar para estar presente para o seu cliente, como você vai nutrir essa relação (entregando valor) e até como fará a oferta.

Então, para resumir o que vimos até agora, a minha sugestão é que você encontre uma causa para abraçar, um perfil de pessoa dentro de causa, para ajudar e aí, é importante pensar nos recursos necessários, que é a terceira coisa dentro do método ARR.

Como pensar em Recursos?

Nesta fase, você vai pensar nos recursos necessários que precisa, desde conhecimentos que talvez você vá precisar desenvolver, até recursos para estruturar o negócio em si.

Só que muita gente se perde aqui porque parece que é um mar de coisas.

O truque é o seguinte: você vai encarar como um negócio que um dia será muito grande, mas neste momento você vai pensar no MVP desse negócio que é o  Produto Mínimo Viável.

Ou seja, uma versão do produto com o mínimo necessário para você ter alguns clientes e poder receber feedback para futuras melhorias e até para ver se é isso mesmo que você quer.

O que você não vai fazer?

Não vai se deixar travar porque você acha que não tem o suficiente, que não sabe o suficiente.

Nesta fase a gente tem a tendência a se comparar com alguém que muitas vezes fez uma outra jornada e aí começa a achar que tem que fazer curso de tudo, ler sobre tudo, comprar tudo.

Olha bem aqui para mim (imagina que estamos olhando uma para a outra 🙂 ).  Você vai focar em quem você é hoje e nessa empresária rica, bem sucedida, mudando o mundo de amanhã. 🙂

Você vai focar só no que é necessário para fazer o seu MVP assim, se você errar você erra pequeno, ajusta rápido e segue em frente.

O que você vai fazer?

Vai se manter em movimento, mesmo com medo. Se você se perceber travada, patinando em alguma área, deve ter um medo por trás disso.

Lembra o seguinte: ninguém nasceu sabendo caminhar. A gente vai explorando, descobrindo o terreno, tem uma curva de crescimento até chegar lá e depois que a gente cresce, a gente não se permite mais. Louco isso né?

E para você que acompanhou este artigo até o final,  vou deixar o link do vídeo onde eu falo sobre este assunto e no final, tem uma dica que fará toda a diferença.

 

 

Conclusão

Reinvenção parece ser a palavra do momento e em momentos tão difíceis como os que estamos atravessando, muita gente acaba encontrando no empreendedorismo uma saída e acaba optando por começar um negócio do zero. A mente fica sempre tumultuada em momentos de incerteza, tem o medo, a inseregurança, e o método ARR – Atitude, Relacionamento e Recursos, pode te ajudar a clarear a mente e organizar as ideias para levar o seu negócio do ponto A até o ponto B.

Atitude Mental é como se você conversasse com o seu termômetro interno ou a sua intuição e sentisse o que aquilo parece para você. Se faz sentindo ou se quem está “falando” é o desejo de agradar ou até o medo de falhar.

Relacionamento: você sempre vai se perguntar se aquela ação é crucial para levar o seu cliente para onde você disse que levaria. Isso vai te ajudar a manter o foco e não se perder em meio à  tantas opções que vão aparecer.

Recursos: para aquela ação específica que você vai tomar, quais são os recursos mínimos necessários? Se você por exemplo está abrindo um business de comida, para começar a produção de pratos e testar se agrada ou não, é necessário equipar toda a sua cozinha? Como fazer isso focando no MVP – Produto Mínimo Viável?

 

Gostou? Então compartilha porque empreendedor que é empreendedor não quer mudar o mundo sozinho.

 

Você também vai gostar de ler: 

.A Arte de Estabelecer Metas E Um Caminho Para Alcançá-las!

.Procrastinação: 5 Razões Pelas Quais A Maioria De Nós Procrastina e Não Realiza Os Sonhos.

.Produtividade e Gestão do Tempo: 8 Coisas Que Talvez Você Não Tenha Pensado

 

A gente se vê na próxima semana.

Com carinho,

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *